- E quando não é o que queremos.

Eu não fui, mas duas meninas da minha classe de Ballet foram á Audição da escola Bolshoi e saíram na primeira etapa, fiquei com medo de quando eu for acontecer a mesma coisa, mas eu sei que, se eu for agora, eu não passo, vou esperar bastante tempo ainda. Olha as etapas para passar:

Saiba as qualidades que uma bailarina do Bolshoi precisa ter:


Jurados da audição do Bolshoi, durante o 26º Festival de Dança de Joinville, eram todos russos


Uma bailarina do Bolshoi precisa passar por uma bateria de testes para ser a escolhida, com critérios bem rigorosos.
"Estamos preparando-os para o futuro, pois quando fazem uma audição para uma companhia profissional é assim", diz Sylvana Albuquerque, coordenadora da audição.
Ela explica que as alunas fazem uma aula de balé clássico, com barra (ferro ou madeira colocada horizontalmente na parede, onde se apóiam) e centro, além do uso das sapatilhas de pontas. Se necessário, fazem uma variação de repertório (pequena coreografia de grandes balés). Há ainda a avaliação física e a entrevista.


Na barra observa-se o nível técnico do candidato. Nos primeiros exercícios, eliminam-se aqueles que visualmente já mostram que não estão dentro dos padrões estéticos do balé: entre eles, a magreza e a postura ereta.

"Queremos ver se o movimento executado foi limpo e como se comporta este corpo dentro do movimento", diz Sylvana.

Na fase de exercícios no centro, com sapatilha de ponta, avalia-se a formação do arco do pé e a força. Nos giros, observa-se a rotação das pernas.

Na avaliação física há parâmetros específicos para o balé clássico e outros para a técnica da escola russa. Observam-se, entre outras coisas, a musculatura do candidato, as articulações (se há lesões ou desvios posturais), o percentual de gordura e os potenciais (se a abertura do quadril é favorável à dança clássica e se é flexível).

Isabela Loepert, de 16 anos, do Recife, fez a seleção e ficou entre os cinco finalistas (o resultado sai dia 28). "Minha mãe sempre quis que eu tentasse. Aproveitei que estava aqui e me inscrevi", disse. Ela disse que, se não for escolhida, tenta de novo na próxima oportunidade. A menina estuda balé há 8 anos,.

Os jurados da audição do Bolshoi, durante o 26º Festival de Dança de Joinville, eram todos russos. Foi a primeira vez que a banca foi inteiramente do país de origem do Bolshoi. Os estudantes foram avaliados por Nina Speranskaya, ensaiadora responsável pela montagem de "Don Quixote" (apresentada dia 20 no festival) e pelos professores Dmitry Afanasiev e Galina Kravchenko.

Bailarinas participam de audição no Festival de Dança de Joinville, em Santa Catarina


fonte:
CRISTINA BALDI Enviada especial da Folha Online a Joinville (SC)


Audições

Anualmente a Escola realiza uma audição para Curso de Educação Profissional Técnico em Dança Clássica, na cidade de Joinville, com possibilidade de ingresso de crianças que não tem conhecimento em dança e para candidatos com pré-seleção por vídeo, com conhecimento em dança.

A audição é dividida em duas etapas eliminatórias:
Na primeira é feita uma avaliação médico-fisioterápica. São analisadas musculatura, articulações, desvios posturais, habilidades físicas, motoras, sinais vitais (freqüência cardíaca respiratória), percentual de massa corpórea e somatotipo.
Além de habilidades específicas para o balé clássico, como abertura de quadril (rotação externa) e flexibilidade.

A avaliação seguinte é artístico-musical e cognitiva.
Nela, profissionais da dança - reconhecidos no Brasil e no exterior - além de músicos e professores, avaliam as habilidades técnicas e artísticas do candidato: musicalidade, força, estrutura física, projeção cênica e o desempenho intelectual.

Para os candidatos com conhecimento prévio em dança é realizada uma aula de balé clássico. São avaliados o nível técnico, equilíbrio, musicalidade, giros, saltos e elasticidade do candidato, além do uso das sapatilhas de ponta.

Para a Cia. Jovem da Escola do Teatro Bolshoi no Brasil também são realizadas audições. Os candidatos necessitam ter conhecimentos em dança clássica e contemporânea e atender a todas as necessidades da instituição.

Candidatos a vaga:

Normalmente são de 300 a  400 bailarinos do Brasil inteiro que prestam a audição para tentar uma vaga na escola, seja bolsista ou pagante. E cada ano o número de candidatos aumenta mais.
Geralmente são recrutados 6 para dança clássica e 5 para contemporâneo.
Este número de aprovados pode variar conforme a disponibilidade de vagas nas turmas e do nível apresentado em relação à idade.



4 comentários:

*May Lopes disse...

Puxa,adorei a postagem.
Poucos imaginam o quão difícil é.
Beeijos!

Carol disse...

*May Lopes - Obrigada!! Bjs para você também!!

Gi-Luppi disse...

Ótima postagem, realmente bem completa mesmo! Pelo que podemos notar, o Bolshoi é uma escola da técnica de Ballet Russo, com professores russos, portanto, a aula não é adaptada ao estilo físico brasileiro, como ter pernas grossas e mais bunda (ao contrário do estilo russo). A aplicação dessas técnicas tradicionais do Ballet Russo dá uma "entortada" nas brasileiras e brasileiros que entram na escola, como um en dehors muito forte nas posições, com as pernas fora do eixo.
Só falando para dar uma enriquecida na postagem. Sei de casos de quem graduou-se no Bolshoi e sofreu essas mudanças, mas adoro a escola e acho incrível como veio parar aqui!
Beijos!

Carol disse...

Gi-Luppi - Obrigada!! E volte sempre aqui no blog.

Postar um comentário

- E quando não é o que queremos.

quarta-feira, 26 de outubro de 2011
Eu não fui, mas duas meninas da minha classe de Ballet foram á Audição da escola Bolshoi e saíram na primeira etapa, fiquei com medo de quando eu for acontecer a mesma coisa, mas eu sei que, se eu for agora, eu não passo, vou esperar bastante tempo ainda. Olha as etapas para passar:

Saiba as qualidades que uma bailarina do Bolshoi precisa ter:


Jurados da audição do Bolshoi, durante o 26º Festival de Dança de Joinville, eram todos russos


Uma bailarina do Bolshoi precisa passar por uma bateria de testes para ser a escolhida, com critérios bem rigorosos.
"Estamos preparando-os para o futuro, pois quando fazem uma audição para uma companhia profissional é assim", diz Sylvana Albuquerque, coordenadora da audição.
Ela explica que as alunas fazem uma aula de balé clássico, com barra (ferro ou madeira colocada horizontalmente na parede, onde se apóiam) e centro, além do uso das sapatilhas de pontas. Se necessário, fazem uma variação de repertório (pequena coreografia de grandes balés). Há ainda a avaliação física e a entrevista.


Na barra observa-se o nível técnico do candidato. Nos primeiros exercícios, eliminam-se aqueles que visualmente já mostram que não estão dentro dos padrões estéticos do balé: entre eles, a magreza e a postura ereta.

"Queremos ver se o movimento executado foi limpo e como se comporta este corpo dentro do movimento", diz Sylvana.

Na fase de exercícios no centro, com sapatilha de ponta, avalia-se a formação do arco do pé e a força. Nos giros, observa-se a rotação das pernas.

Na avaliação física há parâmetros específicos para o balé clássico e outros para a técnica da escola russa. Observam-se, entre outras coisas, a musculatura do candidato, as articulações (se há lesões ou desvios posturais), o percentual de gordura e os potenciais (se a abertura do quadril é favorável à dança clássica e se é flexível).

Isabela Loepert, de 16 anos, do Recife, fez a seleção e ficou entre os cinco finalistas (o resultado sai dia 28). "Minha mãe sempre quis que eu tentasse. Aproveitei que estava aqui e me inscrevi", disse. Ela disse que, se não for escolhida, tenta de novo na próxima oportunidade. A menina estuda balé há 8 anos,.

Os jurados da audição do Bolshoi, durante o 26º Festival de Dança de Joinville, eram todos russos. Foi a primeira vez que a banca foi inteiramente do país de origem do Bolshoi. Os estudantes foram avaliados por Nina Speranskaya, ensaiadora responsável pela montagem de "Don Quixote" (apresentada dia 20 no festival) e pelos professores Dmitry Afanasiev e Galina Kravchenko.

Bailarinas participam de audição no Festival de Dança de Joinville, em Santa Catarina


fonte:
CRISTINA BALDI Enviada especial da Folha Online a Joinville (SC)


Audições

Anualmente a Escola realiza uma audição para Curso de Educação Profissional Técnico em Dança Clássica, na cidade de Joinville, com possibilidade de ingresso de crianças que não tem conhecimento em dança e para candidatos com pré-seleção por vídeo, com conhecimento em dança.

A audição é dividida em duas etapas eliminatórias:
Na primeira é feita uma avaliação médico-fisioterápica. São analisadas musculatura, articulações, desvios posturais, habilidades físicas, motoras, sinais vitais (freqüência cardíaca respiratória), percentual de massa corpórea e somatotipo.
Além de habilidades específicas para o balé clássico, como abertura de quadril (rotação externa) e flexibilidade.

A avaliação seguinte é artístico-musical e cognitiva.
Nela, profissionais da dança - reconhecidos no Brasil e no exterior - além de músicos e professores, avaliam as habilidades técnicas e artísticas do candidato: musicalidade, força, estrutura física, projeção cênica e o desempenho intelectual.

Para os candidatos com conhecimento prévio em dança é realizada uma aula de balé clássico. São avaliados o nível técnico, equilíbrio, musicalidade, giros, saltos e elasticidade do candidato, além do uso das sapatilhas de ponta.

Para a Cia. Jovem da Escola do Teatro Bolshoi no Brasil também são realizadas audições. Os candidatos necessitam ter conhecimentos em dança clássica e contemporânea e atender a todas as necessidades da instituição.

Candidatos a vaga:

Normalmente são de 300 a  400 bailarinos do Brasil inteiro que prestam a audição para tentar uma vaga na escola, seja bolsista ou pagante. E cada ano o número de candidatos aumenta mais.
Geralmente são recrutados 6 para dança clássica e 5 para contemporâneo.
Este número de aprovados pode variar conforme a disponibilidade de vagas nas turmas e do nível apresentado em relação à idade.



4 comentários:

  1. *May Lopes disse...:

    Puxa,adorei a postagem.
    Poucos imaginam o quão difícil é.
    Beeijos!

  1. Carol disse...:

    *May Lopes - Obrigada!! Bjs para você também!!

  1. Gi-Luppi disse...:

    Ótima postagem, realmente bem completa mesmo! Pelo que podemos notar, o Bolshoi é uma escola da técnica de Ballet Russo, com professores russos, portanto, a aula não é adaptada ao estilo físico brasileiro, como ter pernas grossas e mais bunda (ao contrário do estilo russo). A aplicação dessas técnicas tradicionais do Ballet Russo dá uma "entortada" nas brasileiras e brasileiros que entram na escola, como um en dehors muito forte nas posições, com as pernas fora do eixo.
    Só falando para dar uma enriquecida na postagem. Sei de casos de quem graduou-se no Bolshoi e sofreu essas mudanças, mas adoro a escola e acho incrível como veio parar aqui!
    Beijos!

  1. Carol disse...:

    Gi-Luppi - Obrigada!! E volte sempre aqui no blog.

Postar um comentário

Copyright @ . | Floral Day theme designed by SimplyWP | Bloggerized by GirlyBlogger