- Arabesques.


Fonte - Balletomane's
 Arabesques: O que são?
Os arabesques contituem uma das poses básicas do Ballet Clássico. A denominação 'arabesque'  provém da forma de ornamente (arabesco), mourisco. Para desenvolver a pose do arabesque, o corpo apoia-se sobre uma das pernas, mantendo a outra posicionada atrás, completamente estendida, formando um angulo de 90 graus. O tronco é posicionado para a frente e deve estar completamente alongado, a coluna deve estar muito viva e ascendente, o quadril em simetria com os ombros e os braços estendidos na posição correspondente.

Os quatro (ou cinco) arabesques...
Primeiro Arabesque:
Parte superior do corpo em constante alongamento, estabilizada sobre a perna de base (perna de apoio), formando uma só linha vertical; a outra perna estará estendida atrás, formando um angulo rectocom a perna de apoio. Quadril e ombros em simetria, direccionados para a frente. O braço corresponde à perna de apoio está alongado com suavidade continuamente, à frente do corpo, mantendo a linha da mão na altura dos olhos. O braço correspondente à perna em arabesque estará alongado ao lado, ajudando a manter a expansão e continuidade da pose.

Segundo Arabesque:
Neste arabesque os braços são trocados, posicionando o braço contrário à perna de apoio à frente do corpo. O outro estará posicionado em segunda posição, a cabeça será levem,ente voltada para o publico, olhando por cima do ombro, correspondentemente ao braço que estiver à frente do corpo.

Terceiro Arabesque:
Neste arabesque, amobos os braços estarão posicionados à frente do corpo. A linha dos dedos do braço correspondente à perna de apoio estará na mesma linha de altura dos olhos. O braço correspondente à perna em arabesque estará  na altura da linha formada pelos ombros.

Quarto Arabesque:
No quarto arabesque, aperna de apoio será a que estiver mais próxima do espectador, enquanto que a outra estará alongada atrás, arabesque. O braço correspondente à perna em arabesque estará posicionado na frente do corpo, amntendo a linha dos deodos da mão na mesma altura da linha dos olhos. O braço correspondente à perna de apoio estará posicionado em segunda posição. A cabeça acompanha a linha da mãe correspondente ao braço que estiver à frente fo corpo.

Quinto Arabesque:
Este arabesque é só utilizado na escola Italiana. Neste arabesque, a perna de base estará em demi-plié, sendo a mais próxima do espectador, e a outra perna estará alongada em arabesque. Os braços estarão posicionados como no terceiro arabesque, só que o mais alto será o braço correspondente à perna em arabesque e o mais baixo será o braço correspondente à perna de base.

- Nossa! Eu errei, eu caí!



Eu não tenho medo de cair no palco, tenho mais medo é de não dançar. Eu já caí... Isso não é motivo para eu  parar de dançar a coreografia ou para ficar com vergonha... todo mundo cai. Lógico, que a coreografia perfeita é sempre mais bonita, mas eu não ligo muito para a perfeição.Você acha que seu eu ligasse para a perfeição eu ainda estaria dançando? Não! Eu, assim como todo mundo, erro e não tenho medo de admitir isso. Eu gosto de dançar, isso é o que importa...

- Ballerina Project... Adorei!


Estava lendo o último post do blog Dos Passos da Bailarina e achei muito interessante. Fiquem com o pequeno texto:

"Vocês conhecem o Ballerina Project? Há quem já conheça, mas para quem não conhece, é um projeto realizado por vários artistas, que fotografam bailarinas em centros urbanos. Conceito simples que resulta em imagens incríveis."

"Blog, aqui. Facebook, aqui. Twitter, aqui."

- Marianela Nuñez.

Foto e Fonte - Plano Ballet

Marianela Nuñez nasceu em Buenos Aires e iniciou aulas de dança com 3 anos de idade. Aos 8 entrou no Instituto Superior de Arte do Teatro Colón, onde estudou até ser convidada a integrar o corpo de baile da Companhia, com apenas 14 anos de idade. Foi selecionada para participar em uma excursão como solista, com o Ballet Clasico de la Habana, Cuba. Em 1997, Maximiliano Guerra a escolheu como partner para dançar com ele no Uruguai, Espanha, Itália e no Festival de Ballet do Japão. Foi então convidada para excursionar com a companhia de balé do Teatro Colón na Europa e nos EUA como bailarina convidada.

Em setembro de 1997, sem falar uma palavra em inglês, entrou para o Curso de Pós-Graduação do The Royal Ballet School e no final do ano dançou o papel principal no Soirée Kenneth MacMillan Musicale bem como o papel-título do III ato de Raymonda. Entrou para o The Royal Ballet no início da temporada 1998/99 e foi promovida a Primeira Solista em 2001 e Primeira Bailarina em setembro de 2002.

- Ensaios demorados.


A maioria das bailarinas que conheço não gostam daqueles ensaios demorados... Eu adoro! É um tempo para diversão, para revisar os passos, aprender mais coreografias, e se você cair, sempre tem alguém lá para te ajudar, eu gosto disso...

- Homens.






Hoje em dia, os bailarinos sofrem muito preconceito, só porque dançam Ballet... Mas pensem bem, sem os bailarinos, o Lago dos Cisnes, por exemplo, não seria nada! Pensem nisso...


Thiago Soares e Marianela Nuñez em Jewels - Diamonds
   Foto - Ballet

- Apresentação!

Estava ensaiando um Ballet na aula ontem, e resolvi procurar a coreografia... Achei! Tudo igualzinho, com leque e tudo, e adivinha quem está dançando, Marianela Nuñez... Ela é minha bailarina preferida, quando a vejo dançar, eu sinto que ela dança com felicidade, ela nunca tira o sorriso do rosto, eu gosto disso...


Qual é a sua bailarina preferida?

- Músicas...


Quem quiser o melhor de músicas para dançar Ballet, vá neste site: Música de Ballet. Nele, você encontre muitas músicas de Ballet, até algumas que nem são conhecidas direito... Aproveitem!!

- Sapatilhas para cada uma...

Foto - My World

Quando você começa a dançar na ponta, procure usar uma sapatilha para Estudante, uma sapatilha de palmilha mole e flexível, a medida que você vai avançando de nível, vá aumentando a dureza da sapatilha e da palmilha, quando achar uma dureza que "combine" perfeitamente com o seu pé, não mude mais, lembre-se de trocar suas sapatilhas depois de 6 meses - 1 ano.

Para saber onde vendem sapatilhas de ponta, entre no site da sua marca favorita, e procure o endereço da loja...

- Posições das Mãos e dos Pés...

Resolvi postar isso porque acho muito importante, existem bailarinas que ainda não fazem isso direito...

Fontes das fotos e dos textos - Coisinhas Bailarinísticas (posição dos dedos), Plano B (posição dos braços) e Dance for Jesus (posição dos pés).

Royal Academy of Dancing


Bras bas: os braços devem estar descontraídos, um pouco adiante do corpo e pouco dobrados nos cotovelos, com os dedos continuando a curvatura dos braços para criar um formato oval. Não se esqueça de relaxar os ombros, manter os polegares próximos dos outros dedos e procurar não mostrar as costas das mãos.




Demi seconde: posição preparatória aonde os braços são mantidos do lado do corpo, um meio termo entre 2ª posição e bras bas



1ª posição: os braços fazem um desenho oval à frente do corpo, sendo que as mãos devem estar curvadas na altura do estômago. Lembre-se de relaxar os ombros, sustentar os cotovelos e virar as palmas da mão para si




2ª posição: abra bem os braços, porém mantenha-os ligeiramente na frente dos ombros. Eles devem estar relaxados e um pouco curvos, porém não deixe os cotovelos caírem. As mãos devem estar voltadas para frente e os dedos flácidos e flexíveis




3ª posição: é uma fusão da 2ª com a 1ª, ou seja, cada braço fica em uma posição.






4ª posição: esse é uma fusão da 2ª com a 5ª. Enquanto um braço está um pouco recurvado ao lado, o outro está ligeiramente adiante da cabeça, também fazendo uma graciosa curva (veja quinta posição). Lembre-se de sua postura!




5ª posição: os braços devem estar fazendo um desenho oval um pouco adiante da cabeça, emoldurando o seu rosto. Não levante seus ombros, e mantenha as palmas das mãos voltadas para você.









Posição dos Pés


Na 1ª posição os pés devem estar en dehors (abertos) , calcanhares se encontrando (se você for iniciante, e não consegue juntar os calcanhares, pode afastá-los um pouco); a cava do pé deve estar para cima (borda externa do pé toda no chão).

Na 2ª posição os pés devem ficar mais distanciados e en dehors, calcanhares afastados um do outro; a cava do pé continua para cima e a base do pé firme ao chão. 










Na 3ª posição é menos utilizada que as outras, e menos conhecida também. Consiste em pés en dehors, calcanhar da perna de base “colado” atrás do calcanhar calcanhar da perna à frente. 











A 4ª posição se assemelha à terceira, mas os pés encontram-se afastados, um mais à frente do outro. Os calcanhares tem que se encontrar em linha (como na foto), ou então, se você já consegue, a ponta do pé da perna de base faz linha com o calcanhar da perna à frente e vice-versa. A preocupação na quarta posição é para que o pé não fique “torto”, então deve-se mantê-lo bem aberto (isso se deve à colocação da coxa bem en dehors), seguindo o princípio da cava do pé das outras posições. 







A 5ª e última posição mostra-se como uma das mais difíceis juntamente com a quarta, pois deve-se manter os pés o mais aberto possível, e as coxas às vezes impedem isto. Nela, a ponta do pé de base fica exatamente atrás do calcanhar do pé da frente, com as coxas bem juntas uma a outra. 







Posição dos dedos.

As mãos, embora muitas vezes esquecidas ou não recebendo a devida importância, são uma parte importantíssima da dança. Elas são uma parte muito expressiva do corpo, e, quando não posicionadas corretamente, cortam a graciosidade do movimento.
O primeiro ponto a ser observado é o pulso. As mãos precisam seguir a linha dos braços e, portanto, o pulso não pode ficar "caído". Por outro lado, não se deve tensioná-los, é preciso sustentá-los, mas sem força.
O segundo ponto a ser observado é a posição dos dedos, que segue um padrão no ballet clássico. O dedão precisa ficar escondido, próximo à parte interna da mão. Nada mais feio do que alguém dançando com o dedão à mostra, como se estivesse segurando um hamburguer! O dedo médio e o anelar ficam juntos, um pouco mais para dentro do que o mínimo e o indicador. O indicador é levemente projetado para fora. Todos os dedos devem ficar relaxados, porém alongados.

- Cecília Kerche.

Fonte e Fotos - Bailarinas Kit

Bonita, confortável, leve, possui uma grande variedade de modelos, cada um para um tipo de pé. A grande maioria detesta esta sapatilha, pois apesar de todos os atributos já citados, normalmente ela não quebra onde queremos, ou então quando quebra não dura praticamente nada. É boa para apresentações, porém é a típica sapatilha descartável.

Como escolher:

Eixo do Arco de Movimento (posição frontal estendida).
O meu deu o 3, e o seu?

Arco de Sustentação e Movimento (vista lateral - pé em posição natural).
O meu deu o 2, e o seu?

Formação do Raio produzido pelos dedos (posição frontal).
O meu deu o 2, e o seu?
A minha deu a mais a Special Line, e a sua?

- Giros e Piruetas...

Foto - May Lopez

O mais delicioso no Ballet é dar aqueles maravilhosos giros,aquelas fantásticas piruetas e aqueles lindos fouettés....

Se eu conseguisse fazer isso....

Olha isso!


Não deu para colocar como vídeo...

- Medo? Vergonha?


Nós bailarinas não podemos sentir medo, nem vergonha, eu aprendi isso com o decorrer das aulas e apresentações, essas duas palavras são enormes obstáculos para nós. Medo de palco... Vergonha de dançar na frente de todo mundo...
Posso dizer que tenho os dois...

- Eu quero!

Foto - Capézio

Esse post vai, especialmente, para as meninas que ainda sonham em ter uma Ponta, não se desesperem, existe uma hora certa para tudo. Vocês estão erradas se acham que Ponta é tudo de bom, vocês tem que estar preparadas para sentirem as dores nos seus lindos pézinhos.
Mas, mesmo assim, não fiquem tristes, e dançem demais!

- Você é viciada em ballet quando...


"Você é viciada em ballet quando... ...você usa longos corredores para treinar gran jetés. ...você tem mais sapatilhas de ponta do que sapatos normais. ...alguém te confunde com um pedaço de borracha. ...em vez de dedos você tem bolhas nos pés. ...você sobe na meia ponta quando conversa com seus amigos. ...você se senta na abertura confortavelmente. ...você coloca sua sapatilha de ponta para alcançar objetos que estão em lugares altos. ...a dança é a vida, o resto é apenas um passatempo. ...piruetas e fouettés são as palavras principais de seu vocabulário....você conhece mais palavras em francês do que em inglês. ...você só consegue contar até oito....você ri quando alguém que não dança reclama que o pé está doendo. ...assistir tevê é a hora de se alongar. ...você promete nunca parar de dançar ...você atravessa um corredor dançando, ao invés de andar. ...todos os seus amigos estão jantando enquanto você está ensaiando. ...você faz pliés e tendus enquanto está na fila. ...você faz grand jetés nos estacionamentos e quando desce a rua. ...você tem os músculos mais fortes do que os meninos do seu colégio. ...você usa breu em vez de sabão. ...antes de qualquer coisa você conta 5 ,6, 7 e 8. ...você escova os dentes treinando sustentação devant, à la second e deriérre." 
Autor Desconhecido


- Sonhos...


Tenho vários sonhos para esse ano, alguns deles já se realizaram, outros não, aqui vai alguns sonhos meus de Ballet:

- Comprar uma Millenium.
- Dançar mais na Ponta.
- Dançar "O Lago dos Cisnes".
- Ter "amigas de verdade" no Ballet.
- Fazer um Grand Jeté.
- Fazer, pelo menos, 3 piruetas sem cair ou algo assim.
- Dançar melhor.
Dançar.

- Arabesques.

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Fonte - Balletomane's
 Arabesques: O que são?
Os arabesques contituem uma das poses básicas do Ballet Clássico. A denominação 'arabesque'  provém da forma de ornamente (arabesco), mourisco. Para desenvolver a pose do arabesque, o corpo apoia-se sobre uma das pernas, mantendo a outra posicionada atrás, completamente estendida, formando um angulo de 90 graus. O tronco é posicionado para a frente e deve estar completamente alongado, a coluna deve estar muito viva e ascendente, o quadril em simetria com os ombros e os braços estendidos na posição correspondente.

Os quatro (ou cinco) arabesques...
Primeiro Arabesque:
Parte superior do corpo em constante alongamento, estabilizada sobre a perna de base (perna de apoio), formando uma só linha vertical; a outra perna estará estendida atrás, formando um angulo rectocom a perna de apoio. Quadril e ombros em simetria, direccionados para a frente. O braço corresponde à perna de apoio está alongado com suavidade continuamente, à frente do corpo, mantendo a linha da mão na altura dos olhos. O braço correspondente à perna em arabesque estará alongado ao lado, ajudando a manter a expansão e continuidade da pose.

Segundo Arabesque:
Neste arabesque os braços são trocados, posicionando o braço contrário à perna de apoio à frente do corpo. O outro estará posicionado em segunda posição, a cabeça será levem,ente voltada para o publico, olhando por cima do ombro, correspondentemente ao braço que estiver à frente do corpo.

Terceiro Arabesque:
Neste arabesque, amobos os braços estarão posicionados à frente do corpo. A linha dos dedos do braço correspondente à perna de apoio estará na mesma linha de altura dos olhos. O braço correspondente à perna em arabesque estará  na altura da linha formada pelos ombros.

Quarto Arabesque:
No quarto arabesque, aperna de apoio será a que estiver mais próxima do espectador, enquanto que a outra estará alongada atrás, arabesque. O braço correspondente à perna em arabesque estará posicionado na frente do corpo, amntendo a linha dos deodos da mão na mesma altura da linha dos olhos. O braço correspondente à perna de apoio estará posicionado em segunda posição. A cabeça acompanha a linha da mãe correspondente ao braço que estiver à frente fo corpo.

Quinto Arabesque:
Este arabesque é só utilizado na escola Italiana. Neste arabesque, a perna de base estará em demi-plié, sendo a mais próxima do espectador, e a outra perna estará alongada em arabesque. Os braços estarão posicionados como no terceiro arabesque, só que o mais alto será o braço correspondente à perna em arabesque e o mais baixo será o braço correspondente à perna de base.

- Nossa! Eu errei, eu caí!

quarta-feira, 27 de abril de 2011


Eu não tenho medo de cair no palco, tenho mais medo é de não dançar. Eu já caí... Isso não é motivo para eu  parar de dançar a coreografia ou para ficar com vergonha... todo mundo cai. Lógico, que a coreografia perfeita é sempre mais bonita, mas eu não ligo muito para a perfeição.Você acha que seu eu ligasse para a perfeição eu ainda estaria dançando? Não! Eu, assim como todo mundo, erro e não tenho medo de admitir isso. Eu gosto de dançar, isso é o que importa...

- Ballerina Project... Adorei!


Estava lendo o último post do blog Dos Passos da Bailarina e achei muito interessante. Fiquem com o pequeno texto:

"Vocês conhecem o Ballerina Project? Há quem já conheça, mas para quem não conhece, é um projeto realizado por vários artistas, que fotografam bailarinas em centros urbanos. Conceito simples que resulta em imagens incríveis."

"Blog, aqui. Facebook, aqui. Twitter, aqui."

- Marianela Nuñez.

terça-feira, 26 de abril de 2011
Foto e Fonte - Plano Ballet

Marianela Nuñez nasceu em Buenos Aires e iniciou aulas de dança com 3 anos de idade. Aos 8 entrou no Instituto Superior de Arte do Teatro Colón, onde estudou até ser convidada a integrar o corpo de baile da Companhia, com apenas 14 anos de idade. Foi selecionada para participar em uma excursão como solista, com o Ballet Clasico de la Habana, Cuba. Em 1997, Maximiliano Guerra a escolheu como partner para dançar com ele no Uruguai, Espanha, Itália e no Festival de Ballet do Japão. Foi então convidada para excursionar com a companhia de balé do Teatro Colón na Europa e nos EUA como bailarina convidada.

Em setembro de 1997, sem falar uma palavra em inglês, entrou para o Curso de Pós-Graduação do The Royal Ballet School e no final do ano dançou o papel principal no Soirée Kenneth MacMillan Musicale bem como o papel-título do III ato de Raymonda. Entrou para o The Royal Ballet no início da temporada 1998/99 e foi promovida a Primeira Solista em 2001 e Primeira Bailarina em setembro de 2002.

- Ensaios demorados.


A maioria das bailarinas que conheço não gostam daqueles ensaios demorados... Eu adoro! É um tempo para diversão, para revisar os passos, aprender mais coreografias, e se você cair, sempre tem alguém lá para te ajudar, eu gosto disso...

- Homens.

quarta-feira, 20 de abril de 2011





Hoje em dia, os bailarinos sofrem muito preconceito, só porque dançam Ballet... Mas pensem bem, sem os bailarinos, o Lago dos Cisnes, por exemplo, não seria nada! Pensem nisso...


Thiago Soares e Marianela Nuñez em Jewels - Diamonds
   Foto - Ballet

- Apresentação!

terça-feira, 19 de abril de 2011
Estava ensaiando um Ballet na aula ontem, e resolvi procurar a coreografia... Achei! Tudo igualzinho, com leque e tudo, e adivinha quem está dançando, Marianela Nuñez... Ela é minha bailarina preferida, quando a vejo dançar, eu sinto que ela dança com felicidade, ela nunca tira o sorriso do rosto, eu gosto disso...


Qual é a sua bailarina preferida?

- Músicas...

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Quem quiser o melhor de músicas para dançar Ballet, vá neste site: Música de Ballet. Nele, você encontre muitas músicas de Ballet, até algumas que nem são conhecidas direito... Aproveitem!!

- Sapatilhas para cada uma...

Foto - My World

Quando você começa a dançar na ponta, procure usar uma sapatilha para Estudante, uma sapatilha de palmilha mole e flexível, a medida que você vai avançando de nível, vá aumentando a dureza da sapatilha e da palmilha, quando achar uma dureza que "combine" perfeitamente com o seu pé, não mude mais, lembre-se de trocar suas sapatilhas depois de 6 meses - 1 ano.

Para saber onde vendem sapatilhas de ponta, entre no site da sua marca favorita, e procure o endereço da loja...

- Posições das Mãos e dos Pés...

sábado, 16 de abril de 2011
Resolvi postar isso porque acho muito importante, existem bailarinas que ainda não fazem isso direito...

Fontes das fotos e dos textos - Coisinhas Bailarinísticas (posição dos dedos), Plano B (posição dos braços) e Dance for Jesus (posição dos pés).

Royal Academy of Dancing


Bras bas: os braços devem estar descontraídos, um pouco adiante do corpo e pouco dobrados nos cotovelos, com os dedos continuando a curvatura dos braços para criar um formato oval. Não se esqueça de relaxar os ombros, manter os polegares próximos dos outros dedos e procurar não mostrar as costas das mãos.




Demi seconde: posição preparatória aonde os braços são mantidos do lado do corpo, um meio termo entre 2ª posição e bras bas



1ª posição: os braços fazem um desenho oval à frente do corpo, sendo que as mãos devem estar curvadas na altura do estômago. Lembre-se de relaxar os ombros, sustentar os cotovelos e virar as palmas da mão para si




2ª posição: abra bem os braços, porém mantenha-os ligeiramente na frente dos ombros. Eles devem estar relaxados e um pouco curvos, porém não deixe os cotovelos caírem. As mãos devem estar voltadas para frente e os dedos flácidos e flexíveis




3ª posição: é uma fusão da 2ª com a 1ª, ou seja, cada braço fica em uma posição.






4ª posição: esse é uma fusão da 2ª com a 5ª. Enquanto um braço está um pouco recurvado ao lado, o outro está ligeiramente adiante da cabeça, também fazendo uma graciosa curva (veja quinta posição). Lembre-se de sua postura!




5ª posição: os braços devem estar fazendo um desenho oval um pouco adiante da cabeça, emoldurando o seu rosto. Não levante seus ombros, e mantenha as palmas das mãos voltadas para você.









Posição dos Pés


Na 1ª posição os pés devem estar en dehors (abertos) , calcanhares se encontrando (se você for iniciante, e não consegue juntar os calcanhares, pode afastá-los um pouco); a cava do pé deve estar para cima (borda externa do pé toda no chão).

Na 2ª posição os pés devem ficar mais distanciados e en dehors, calcanhares afastados um do outro; a cava do pé continua para cima e a base do pé firme ao chão. 










Na 3ª posição é menos utilizada que as outras, e menos conhecida também. Consiste em pés en dehors, calcanhar da perna de base “colado” atrás do calcanhar calcanhar da perna à frente. 











A 4ª posição se assemelha à terceira, mas os pés encontram-se afastados, um mais à frente do outro. Os calcanhares tem que se encontrar em linha (como na foto), ou então, se você já consegue, a ponta do pé da perna de base faz linha com o calcanhar da perna à frente e vice-versa. A preocupação na quarta posição é para que o pé não fique “torto”, então deve-se mantê-lo bem aberto (isso se deve à colocação da coxa bem en dehors), seguindo o princípio da cava do pé das outras posições. 







A 5ª e última posição mostra-se como uma das mais difíceis juntamente com a quarta, pois deve-se manter os pés o mais aberto possível, e as coxas às vezes impedem isto. Nela, a ponta do pé de base fica exatamente atrás do calcanhar do pé da frente, com as coxas bem juntas uma a outra. 







Posição dos dedos.

As mãos, embora muitas vezes esquecidas ou não recebendo a devida importância, são uma parte importantíssima da dança. Elas são uma parte muito expressiva do corpo, e, quando não posicionadas corretamente, cortam a graciosidade do movimento.
O primeiro ponto a ser observado é o pulso. As mãos precisam seguir a linha dos braços e, portanto, o pulso não pode ficar "caído". Por outro lado, não se deve tensioná-los, é preciso sustentá-los, mas sem força.
O segundo ponto a ser observado é a posição dos dedos, que segue um padrão no ballet clássico. O dedão precisa ficar escondido, próximo à parte interna da mão. Nada mais feio do que alguém dançando com o dedão à mostra, como se estivesse segurando um hamburguer! O dedo médio e o anelar ficam juntos, um pouco mais para dentro do que o mínimo e o indicador. O indicador é levemente projetado para fora. Todos os dedos devem ficar relaxados, porém alongados.

- Cecília Kerche.

sexta-feira, 8 de abril de 2011
Fonte e Fotos - Bailarinas Kit

Bonita, confortável, leve, possui uma grande variedade de modelos, cada um para um tipo de pé. A grande maioria detesta esta sapatilha, pois apesar de todos os atributos já citados, normalmente ela não quebra onde queremos, ou então quando quebra não dura praticamente nada. É boa para apresentações, porém é a típica sapatilha descartável.

Como escolher:

Eixo do Arco de Movimento (posição frontal estendida).
O meu deu o 3, e o seu?

Arco de Sustentação e Movimento (vista lateral - pé em posição natural).
O meu deu o 2, e o seu?

Formação do Raio produzido pelos dedos (posição frontal).
O meu deu o 2, e o seu?
A minha deu a mais a Special Line, e a sua?

- Giros e Piruetas...

segunda-feira, 4 de abril de 2011
Foto - May Lopez

O mais delicioso no Ballet é dar aqueles maravilhosos giros,aquelas fantásticas piruetas e aqueles lindos fouettés....

Se eu conseguisse fazer isso....

Olha isso!


Não deu para colocar como vídeo...

- Medo? Vergonha?

sábado, 2 de abril de 2011

Nós bailarinas não podemos sentir medo, nem vergonha, eu aprendi isso com o decorrer das aulas e apresentações, essas duas palavras são enormes obstáculos para nós. Medo de palco... Vergonha de dançar na frente de todo mundo...
Posso dizer que tenho os dois...

- Eu quero!

Foto - Capézio

Esse post vai, especialmente, para as meninas que ainda sonham em ter uma Ponta, não se desesperem, existe uma hora certa para tudo. Vocês estão erradas se acham que Ponta é tudo de bom, vocês tem que estar preparadas para sentirem as dores nos seus lindos pézinhos.
Mas, mesmo assim, não fiquem tristes, e dançem demais!

- Você é viciada em ballet quando...

sexta-feira, 1 de abril de 2011

"Você é viciada em ballet quando... ...você usa longos corredores para treinar gran jetés. ...você tem mais sapatilhas de ponta do que sapatos normais. ...alguém te confunde com um pedaço de borracha. ...em vez de dedos você tem bolhas nos pés. ...você sobe na meia ponta quando conversa com seus amigos. ...você se senta na abertura confortavelmente. ...você coloca sua sapatilha de ponta para alcançar objetos que estão em lugares altos. ...a dança é a vida, o resto é apenas um passatempo. ...piruetas e fouettés são as palavras principais de seu vocabulário....você conhece mais palavras em francês do que em inglês. ...você só consegue contar até oito....você ri quando alguém que não dança reclama que o pé está doendo. ...assistir tevê é a hora de se alongar. ...você promete nunca parar de dançar ...você atravessa um corredor dançando, ao invés de andar. ...todos os seus amigos estão jantando enquanto você está ensaiando. ...você faz pliés e tendus enquanto está na fila. ...você faz grand jetés nos estacionamentos e quando desce a rua. ...você tem os músculos mais fortes do que os meninos do seu colégio. ...você usa breu em vez de sabão. ...antes de qualquer coisa você conta 5 ,6, 7 e 8. ...você escova os dentes treinando sustentação devant, à la second e deriérre." 
Autor Desconhecido


- Sonhos...


Tenho vários sonhos para esse ano, alguns deles já se realizaram, outros não, aqui vai alguns sonhos meus de Ballet:

- Comprar uma Millenium.
- Dançar mais na Ponta.
- Dançar "O Lago dos Cisnes".
- Ter "amigas de verdade" no Ballet.
- Fazer um Grand Jeté.
- Fazer, pelo menos, 3 piruetas sem cair ou algo assim.
- Dançar melhor.
Dançar.
Copyright @ . | Floral Day theme designed by SimplyWP | Bloggerized by GirlyBlogger